F

Acabou de sair

 https://livrosvamosdevoralos.blogspot.com/2018/08/resenha-vidas-na-noite-de-aione-simoes.html  https://livrosvamosdevoralos.blogspot.com/2018/07/filme-livraria-bookshop.html  https://livrosvamosdevoralos.blogspot.com/2018/07/resenha-volte-para-mim-de-paola.html

O que você procura?

23 abril 2018

Resenha | Ligeiramente perigosos, Mary Balogh

Título: Ligeiramente perigosos
Autora: Mary Balogh
Editora: Arqueiro
Gênero: Romance de época
Páginas: 304
Ano: 2017
Skoob

(cortesia da editora)

Sinopse: Aos 35 anos, Wulfric Bedwyn, o recluso e frio duque de Bewcastle, está ávido por encontrar uma nova amante. Quando chega a Londres, os boatos que correm são os de que ele é tão reservado que nem a maior beldade seria capaz de capturar sua atenção.
Durante o evento social mais badalado da temporada, uma dama desperta seu interesse: a única que não tinha essa intenção. Christine é impulsiva, independente e altiva – uma mulher totalmente inadequada para se tornar a companheira de um duque. Ao mesmo tempo, é linda e muito, muito atraente.
Mas ela rejeita os galanteios de todos os pretendentes, pois ainda sofre para superar as circunstâncias pavorosas da perda do marido. No entanto, quando o lobo solitário do clã Bedwyn jura seduzi-la, alguma coisa estranha e maravilhosa acontece. Enquanto a atração dela pelo sisudo duque começa a se revelar irresistível, Wulfric descobre que, ao contrário do que sempre pensou, pode ser capaz de deixar o coração ditar o rumo de sua vida.
Em Ligeiramente Perigosos, o sexto e último livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh conclui a saga desta encantadora família em uma trama repleta de cenas sensuais, tiradas espirituosas e personagens à frente de seu tempo. Ao unir um homem e uma mulher tão diferentes, ela mostra que o resultado só poderia ser um par perfeito.


Ligeiramente perigosos encerra a série Os Bedwyns, de Mary Balogh. O último livro é protagonizado por Wulfric Bedwyn - o personagem, sem dúvida, mais aguardado por muitos - e eu me pergunto por que demorei tanto para ler esse livro. Mas tudo tem seu momento. Eu imaginava que esse volume iria ser um dos melhores, mas foi além do que pensei e se tornou meu favorito da série.

Wulfric Bedwyn, o duque de Bewcastle está com 35 anos, todos os seus irmãos já casaram e vivem felizes longe de Lindsey Hall, deixando o lugar solitário, como o duque nunca imaginaria. Agora, ele está ávido por encontrar uma nova amante, mas seu comportamento austero, recluso e frio não encoraja nem as mães casamenteiras. E também é possível que nenhuma dama em particular chame sua atenção. Quando o duque resolve participar de um evento social que dura duas semanas, ele conhece Christine Derrick, uma viúva e a única dama presente que não tem intenção alguma de chamar sua atenção. Não que o duque estivesse realmente interessado, já que a dama em questão é impulsiva, independente e altiva - o oposto das qualidades admiradas por Wulf. Mas algo acaba acontecendo, e os dois - com suas personalidades tão distintas - sentem uma atração inevitável. Mas o duque de Bewcastle não pode permitir que seu coração dite o rumo de sua vida. Ou pode?

"Wulfric manteve a mão dela entre as dele e sentiu como se algum âmago de gelo que sempre mantivera suas emoções seguramente aprisionadas estivesse se aquecendo, derretendo e se infiltrando nas veias."  (p. 84)

Primeiramente queria contar que desde o primeiro volume eu amo o Wulf. A autora trabalhou esse personagem de maneira indireta nos livros anteriores, mas sempre nos apresentando fragmentos de sua personalidade. Como se já preparando a opinião do leitor para um volume só dele. Confesso que sempre enxerguei um coração no duque de Bewcastle, apesar de existir uma invisível muralha de gelo que ele construiu em volta de si para proteger suas emoções (que nunca me enganou). Nesse livro vamos conhece-lo ainda mais profundamente e entender porque ele leva suas responsabilidades de duque ao extremo. 

A autora deu intensidade a história ao criar uma mocinha desprovida de todas as qualidades que Wulf esperava de uma duquesa. A Sra. Derrick é espontânea, espirituosa, altiva, completamente impulsiva, sobe em árvores (só para se ter uma ideia). E pasmem: ela não desvia o olhar quando o duque levanta seu monóculo (risos)! Basta alguns momentos de convivência para eles notarem que jamais serviriam um para o outro. Um par tão imperfeito, que na verdade tem tudo para ser perfeito!

Acompanhar os desentendimentos, a troca de farpas tão refinadas, as situações atrapalhadas em que Christine se mete e ao ver a reação do duque diante de tudo isso, é extremamente divertido. Dei muita risada com essa leitura ao mesmo tempo que me apaixonei pelo casal. Sabe quando você fica relendo as páginas só porque as cenas são maravilhosas demais para serem lidas apenas uma vez? Pois é! Tudo para absorver cada palavra, cada gesto, cada diálogo. É maravilhoso ver o duque de Bewcastle "absolutamente solitário em seu poder, em seu esplendor", desfazendo o "âmago de gelo que sempre mantivera suas emoções seguramente aprisionadas". Enfim, finalmente rendido ao amor!

E para o desfecho da série ficar ainda melhor, vamos rever todos os personagens dos livros anteriores e seus filhos - o que tornou o livro ainda mais divertido. Imaginem todos os Bedwyns reunidos e aprontando para fazer com que Wulf finalmente tenha seu final feliz! 

Ligeiramente perigosos é de longe o livro mais divertido e intenso de toda a série e fechou com chave de ouro. E a sensação que ficou foi de saudades (ainda bem que posso reler sempre que quiser). Uma história com cenas sensuais e românticas na medida certa. E não posso deixar de dizer que fico imensamente feliz pela autora não ter feito Wulf perder a sua identidade ao longo do livro, pois ele é encantador exatamente como é. Eu garanto que esse livro é apaixonante! Prepare-se para conhecer o homem além do duque. Prepare-se para conhecer Wulfric Bedwyn, que "possui uma capacidade de amar imensa. A única coisa que precisa é que alguém o ajude a demonstrar esse amor."

Onde comprar: Amazon

Série Os Bedwyns

Resenhas
03. Ligeiramente escandalosos;
04. Ligeiramente seduzidos;
06. Ligeiramente perigosos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário