F

Acabou de sair

 https://livrosvamosdevoralos.blogspot.com/2018/08/resenha-vidas-na-noite-de-aione-simoes.html  https://livrosvamosdevoralos.blogspot.com/2018/07/filme-livraria-bookshop.html  https://livrosvamosdevoralos.blogspot.com/2018/07/resenha-volte-para-mim-de-paola.html

O que você procura?

20 fevereiro 2018

[Top 4] Livros com protagonistas idosos







Nossas noites, de Kent Haruf (resenha)


Sinopse: Em Holt, no Colorado, Addie Moore faz uma visita inesperada a seu vizinho, Louis Waters. Viúvos e septuagenários, os dois lidam diariamente com noites solitárias em suas grandes casas vazias. Addie propõe a Louis que ele passe a fazer companhia a ela ao cair da tarde para ter alguém com quem conversar antes de dormir. Embora surpreso com a iniciativa, Louis aceita o convite. Os vizinhos, no entanto, estranham a movimentação da rua, e não demoram a surgir boatos maldosos pela cidade. Aos poucos, os dois percebem que manter essa relação peculiar talvez não seja tão simples quanto parecia. Neste aclamado romance, Kent Haruf retrata com ternura e delicadeza o envelhecimento, as segundas chances e a emoção de redescobrir os pequenos prazeres da vida que pode surpreender e ganhar um novo sentido mesmo quando parece ser tarde demais.




O último abraço, de Victor Hugo Brandalise (resenha)


Sinopse: Em um ensolarado domingo de setembro de 2014, Nelson Irineu Golla, 74 anos, atendendo à súplica da esposa, Neusa, 72, abraça-se a ela com uma bomba de fabricação caseira junto ao peito e acende o pavio. Embora pareça um romance, O último abraço é uma grande reportagem, cujo leitmotiv é o desejo dos protagonistas de morrer. Ela, depois de dois AVCs, definha numa clínica para idosos; ele, inválido de um braço, não suporta mais vê-la implorando com os olhos para que a matem. O caso, que ficara conhecido na Justiça como “um Romeu e Julieta da terceira idade”, é aqui reconstituído por Vitor Hugo Brandalise nos mínimos detalhes.




O maravilhoso bistrô francês, de Nina George (resenha)


Sinopse: Mais uma obra-prima da autora de A livraria mágica de Paris. Marianne Messmann está presa num casamento sem amor e não vê a hora de pôr um fim em tudo. Durante uma viagem a Paris, ela sobe na Pont Neuf e se joga no Sena, mas é salva do afogamento por um passante. Em seguida, é levada para o hospital e lá vê um azulejo pintado com a linda paisagem de uma cidade portuária da Bretanha. Inspirada pela pintura, ela decide embarcar em sua derradeira aventura. Ao chegar à Bretanha, Marianne entra num restaurante chamado Ar Mor (o mar) e é arrebatada por um novo e encantador modo de viver. Lá ela conhece Yann, o belo pintor, Geneviève, a enérgica dona do restaurante, Jean-Rémy, o chef perdido de amor, e várias outras pessoas que abrem os olhos dela para novas possibilidades. Entre refeições, músicas e risos, Marianne descobre uma nova versão de si mesma — apaixonada, despreocupada e forte. Porém, de repente, seu passado chega para confrontá-la. E, quando isso acontece, ela precisa decidir entre voltar para sua vida antiga ou abandoná-la de vez em nome de um futuro promissor e empolgante. O maravilhoso bistrô francês é uma jornada dos sentidos, com refeições suculentas e paisagens estonteantes. Uma história recheada de poesia, beleza, sensibilidade, romance, erotismo e segundas chances, que nos mostra que não existe idade para recomeçar e ser feliz.




Muito além do inverno, de Isabel Allende (resenha)

Sinopse: Um romance que reflete sobre importantes questões da humanidade, com paixão, humor e sabedoria. Da mesma autora do best-seller A casa dos espíritos. Tudo começa com um leve acidente de trânsito — que se transforma no catalisador de uma inesperada e tocante história de amor entre duas pessoas que acreditavam estar no inverno de sua vida. Em meio a uma nevasca no Brooklyn, aos 60 anos, Richard Bowmaster, um professor universitário, bate na traseira do carro de Evelyn Ortega, uma jovem imigrante ilegal da Guatemala. O que a princípio parecia apenas um pequeno incidente toma um rumo imprevisto e muito mais sério quando Evelyn aparece na casa do professor em busca de ajuda. Confuso com a situação e sem entender o espanhol falado pela jovem, ele pede ajuda a sua inquilina, Lucía Maraz, uma chilena de 62 anos, que está passando uma temporada nos Estados Unidos como palestrante na mesma universidade em que Richard dá aula. Juntas, essas pessoas tão diferentes embarcam em uma dramática e incrível aventura, que vai do Brooklyn do presente à Guatemela de um passado recente, do Chile dos anos 1970 ao Brasil dos anos 1980, e na qual descobrem sua força interior. Para Lucía e Richard, além de tudo, significa uma nova chance para o amor.







4 comentários:

  1. Super interessante esse post. Acabei de ler suas indicações e fiquei pensando quantos livros NA VIDA eu li com protagonistas idosos. E, nossa, que vergonha. Pouquíssimos. A gente se acomoda num lugar-comum de personagens, vezes gêneros, vezes até mesmo temáticas principais das histórias... É muito bom uns posts assim pra nos dar uns sacodes.

    Amei! Obrigada <3

    Beijooos

    http://www.aquelaepifania.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Eliza, senti a mesma coisa. Uma culpa por não dar a atenção a esses livros, imagino que personagens idosos tem tanto a nos ensinar.

      Beto

      www.coisastriviais.com

      Excluir
    2. Adorei a Iniciativa Leticia! Temos que abrir a nossa mente e dar chance a histórias de vários estilos.

      Beijos

      Beto

      www.coisastriviais.com

      Excluir
  2. Olá
    Não conhecia nenhum dos livros. Acho que o único que já li com potagonistas idosos foi O que você vai fazer em dezembro? É maravilhoso.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir