F

Acabou de sair

 https://livrosvamosdevoralos.blogspot.com/2018/08/resenha-vidas-na-noite-de-aione-simoes.html  https://livrosvamosdevoralos.blogspot.com/2018/07/filme-livraria-bookshop.html  https://livrosvamosdevoralos.blogspot.com/2018/07/resenha-volte-para-mim-de-paola.html

O que você procura?

19 fevereiro 2018

Resenha | Sonata em Auschwitz, de Luize Valente

Título: Sonata em Auschwitz
Autora: Luize Valente
Editora: Record
Gênero: Ficção/Drama
Páginas: 378
Ano: 2017
Skoob

(Cortesia da editora)

Sinopse: Um bebê nascido nas barracas de Auschwitz-Birkenau, em setembro de 1944. Uma sonata composta por um jovem oficial alemão, na mesma data, também em Auschwitz. Duas histórias que se cruzam e se completam. Décadas depois, Amália, jovem portuguesa, começa a levantar o véu de um passado nazista da família a partir de uma partitura que lhe é revelada por sua bisavó alemã. A dúvida de que o avô, dado como morto antes do fim da Segunda Guerra, possa estar vivo no Rio de Janeiro, a leva a atravessar o oceano e a conhecer Adele e Enoch, judeus sobreviventes do Holocausto. A ascensão do nazismo na Alemanha, culminando na fatídica Noite dos Cristais, a saga dos judeus húngaros da Transilvânia, os guetos na Hungria e Romênia, os trens para Auschwitz, os mistérios acontecidos no campo de extermínio da Polônia e o pós-guerra numa casa cheia de segredos num lago de Potsdam oferecem os trilhos que Amália percorrerá para montar o quebra-cabeça.


Esse é o tipo de livro que me chama atenção logo de cara. Tudo que remete o leitor à Segunda Guerra Mundial e, principalmente aos campos de extermínios como Auschwitz, é uma leitura válida. A sinopse já nos revela uma história forte, cheias de segredos, dores, más lembranças... e algo impossível de não associar: milhões de mortos. Portanto, vou partir diretamente para minha avaliação, pois a sinopse fala por si só.

"Assim como duas pessoas não ocupam um mesmo lugar ao mesmo tempo, é impossível sentir como o outro sente. E a gente sempre acaba achando que nossa dor é mais dolorida que a do outro." (p. 213)

Valente não polpa detalhes em sua narrativa. Detalhes esses de arrepiar e chocar. Não importa quantas histórias eu leia de Auschwitz, sempre vou sentir um frio na espinha e uma angústia inexplicável dentro de mim. Mas a autora foi além. Com uma narrativa totalmente envolvente, ela conseguiu me desestabilizar por completo, a ponto de ter que parar a leitura e continuar em outro momento. Uma narrativa sem meias verdades, nua, crua, que não esconde nenhum mísero detalhe. 

Além dessa narrativa tão forte, as histórias que se entrelaçam foram muito bem desenvolvidas e se encaixaram perfeitamente. Desconhecidos que tiveram suas vidas unidas para sempre em meio a barbárie daquela época. A autora nos leva para o passado, volta para o presente e desmascara as feridas dos personagens. A Segunda Guerra Mundial traz inúmeros segredos na vida de quem a viveu. Valente vai revelando aos poucos o segredo que cada um guarda dentro de si, e isso torna o livro ainda mais tenso, pois como se não bastasse esse passado sombrio, as páginas também carregam um clima de suspense, especialmente sobre o que realmente aconteceu com o jovem oficial alemão que compôs a sonata. Essa foi uma revelação perto do desfecho e que terminou de unir a história de todos os personagens com uma maestria impressionante. 

Os fatos históricos estão bastante presentes também. Desde Berlim, na Alemanha, até Romênia, Hungria, Polônia... O desenrolar da Guerra e como tudo ia, ano a ano, transformando a vida dos personagens. Outros pontos interessantes são os mapas de parte da Europa para entendermos a ocupação alemã, bem como a trajetória dos personagens. Sem contar que antes de tudo temos um parágrafo escrito por Primo Levi, um sobrevivente real de Auschwitz, que também escreveu um livro que me marcou. São coisas que parecem simples, mas que ao se juntarem... o parágrafo, os mapas, a história em si, e posteriormente o fato de eu ouvir no site da autora a sonata fictícia dessa história, me destruíram por dentro. Dificilmente vou esquecer esse livro. 

Sonata em Auschwitz é uma obra incrível, que choca e devasta qualquer coração. Uma história fictícia, mas que poderia muito bem ser real. Mesmo com personagens imaginários, o livro transmite o quanto aqueles tempos foram sombrios para todas as pessoas, judias ou não. Sobre os que precisam pedir perdão e os que precisam perdoar. Não é só mais um livro do Holocausto, não é mais do mesmo. Sem dúvida, um livro cinco estrelas e favoritado.

Onde comprar: Amazon





PS.: Após a leitura do livro, recomendo o site da autora Luize Valente, onde você pode ouvir a sonata composta ficcionalmente no livro. Se chorei?

13 comentários:

  1. Oi, Letícia!

    Sua resenha está ótima. Adorei as fotos e a forma com que você abordou o tema. Ano passado eu li muita coisa que fazia referência à Segunda Guerra e acho que fiquei um pouco saturada, ainda que eu saiba da importância de estar sempre lendo sobre esse assunto. Esse ano eu tenho algumas leituras também relacionadas com a Segunda Guerra, mas procurei colocar mais outros assuntos, mas já anotei sua dica.
    Parabéns pelo seu blog. Ele é lindo e muito interessante!
    Abração,
    Drica.

    ResponderExcluir
  2. Eu também tenho fascínio por histórias que envolvem a Segunda Guerra. Por mais que eu leia sobre sempre há fatos que me chocam. Acho importante a gente ler para não esquecer jamais. Eu já li várias resenhas elogiosas desse livro, assim como a sua. Quero lê-lo o quanto antes.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá tudo bem? Preciso lhe confessar que tenho um fraco para leituras do gênero, adoro drama e depois ter lido seis livros abordando essas questões me tornei fã de trabalhos tão sensíveis já vi muitos falando sobre esse livro e tenho muita vontade de ler, foi bom conhecer um pouco melhor a história, beijos!

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem Letícia?
    Linda sua resenha, mas de momento estou um pouco saturada com o tema "judeus" em geral. O ultimo livro que oi, chorei horrores e por ora não quero ler nada que represente ou faça referencia a este tema. Mas anotei a dica para leituras futuras! Valeu pela dica e parabéns pela resenha!
    http://colecionandoromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Lendo pela primeira vez uma resenha sobre essa obra, fiquei curiosa para acompanhar a narrativa! Ainda mais depois de saber que você teve que interromper a leitura para continuar em outro momento. Gosto de histórias envolventes e emocionantes!
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. OOi!
    Não conhecia o livro até então, mas gostei bastante. Realmente, ele parece nos transportar completamente à Segunda Guerra.
    Gosto bastante do gênero justamente por nos chocar e emocionar. Além disso, acredito que é interessante ler sobre o tema para que nós não esqueçamos dessa que foi uma das piores ou a pior mancha que o ser humano fez. Não que devemos nos prender a isso, mas acho importante lembrar, para que não se repita nunca.

    ResponderExcluir
  7. Olá! Tudo bom?
    Já ouvi falar desse livro, mas não sabia exatamente do que se tratava, parece ser bem interessante, do tipo que emociona o leitor. Além disso, achei a capa muito bonita.
    Beijos, Joyce de Freitas.

    ResponderExcluir
  8. Oi Letícia.

    Eu não conhecia este livro e concordo com você, a Segunda Guerra Mundial traz inúmeros segredos e sempre conhecemos um pouco mais deles. Confesso que fiquei bem curiosa com a escrita da Valente, que mostrou não polpar detalhes. Dica anotada para lista de desejados.

    Bjos
    Histórias Existem Para Serem contadas

    ResponderExcluir
  9. Bela resenha, estou louco para lê esse livro pois sempre vejo boas críticas sobre o mesmo. Valeu pela dica sua opinião sobre a obra me ajudou.

    Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  10. Oi.
    eu recebi esse livro e li, mas achei a proposta repetitiva de tantos outros que já li e por isso não me agradou tanto, esperava mais, porém a leitura não foi tão empolgante.

    ResponderExcluir
  11. olá...adoro livros que sao ambientados na Segunda Guerra, sempre me emociono com eles... nao fiz a leitura de Sonata ainda, e espero fazer em breve.... deve ser uma história tocante,realmente...
    bjs...

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Quando leio resenhas de livros que se passam na segunda guerra, fico com vontade de ler apesar de ser um assunto bem pesado pra mim, nunca li um livro que se passasse na época, mas só pelas resenhas já fico receosa. Gostei de conhecer um pouco sobre o livro, e espero poder ler em algum momento!

    beijos!

    ResponderExcluir
  13. Acho o assunto tão pesado que sempre acabo fugindo de livros assim... Como você mesmo comenta, mesmo sendo uma história de ficção, poderia muito bem ter sido real e isso mexe muito comigo que acabo preferindo não ler - mesmo ficando bem curiosa...
    Curti saber um pouco mais sobre esse livro, até então só tinha lido a sinopse dele. Como disse, não é exatamente para mim, mas conheço algumas pessoas que vão adorar, então vou aproveitar para recomendar :)
    Beijinhos,
    Lica

    ResponderExcluir