F

25 abril 2017

Top 5 | Livros de não ficção







Haatchi & Little B, de Wendy Holden

Haatchi & Little B (resenha) é leitura obrigatória para quem gosta de histórias envolvendo cães. Sou uma apaixonada nata, então claro que essa tinha que ser a primeira dica. Aqui temos a emocionante história de Haatchi, um pastor-da-anatólia que foi cruelmente maltratado antes de encontrar Little B, um menino que enfrenta diariamente os obstáculos que a síndrome Schwartz-Jampel acarreta.

Imagine se você já se emociona com histórias fictícias com cães, como não ficará com essa história incrível de amor, amizade e superação. O companheirismo desses dois é quase palpável. É uma delícia acompanhar a evolução dessa linda amizade, mas também doloroso ver como Haatchi ainda sofre em consequência dos maus tratos anteriores, e como Little B enfrenta sua doença diariamente. Não chorei rios de lágrimas lendo, afinal, o livro conta uma história feliz de superação e me alegrei, pois sei o quanto um cão pode tornar nossos dias mais felizes.




O voo da bailarina, de Michela DePrince

Um dos mais belos livros de não ficção que li foi O Voo da bailarina (resenha). Aqui conhecemos a história de Michaela DePrince, que sofreu muito até ser adotada por um casal de americanos. Nasceu na África, ficou órfã, presenciou uma guerra em sua infância, recebeu maus tratos e ainda foi insultada diversas vezes pelas manchas que tinha no corpo. 

É emocionante demais acompanhar essa triste infância de Michaela, até enfim ser adotada e ter uma vida feliz. A narrativa é muito gostosa, envolvente e a obra pode ser lida em um dia. Apesar de ser uma biografia, é contada com bastante sentimentos, revelando as lembranças mais dolorosas de Michaela. É aquele tipo de não ficção angustiante e emocionante. Simplesmente amei a leitura!





Horas decisivas, de Michael J. Tougias e Casey Sherman



Horas decisivas (resenha) já tem uma narrativa mais carregada, onde acompanhamos mais os fatos do que a emoção. A obra é resultado de uma rica pesquisa dos autores que buscaram relatar de maneira fidedigna tudo que ocorreu em um dos mais ousados resgates marítimos da história. O ano é 1952 e em um mar congelante, diante de uma tempestade de neve com ondas gigantes, dois navios petroleiros partem-se ao meio quase ao mesmo tempo - localizados em posições diferentes. 

Essa leitura é mais indicada a quem gosta de livros mais densos, com termos mais técnicos. Não é uma leitura extremamente emocionante, mas ao acompanhar o drama da tripulação, o leitor fica angustiado imaginando como foi passar todas aquelas horas no mar, sem saber se o socorro chegaria. Sem contar que nem todos sobreviveram, o que acaba dando um toque de drama à história. Vale a pena a leitura se você gosta de histórias verídicas sobre acidentes marítimos.





Eu sou Malala, de Malala Yousafzai


Ninguém melhor do que a própria Malala para contar sua história. Acredito que todos já ouviram falar dessa garota tão jovem que não se calou e levantou sua voz em nome do que acreditava, a educação para todos, seja homem ou mulher. E todos já devem ter ouvido falar nas consequências de sua coragem: as ameaças que sofria do Talibã, até ser então baleada em seu ônibus escolar.

Eu sou Malala (resenha) é um dos livros de não ficção que mais recomendaria, por achar ser uma leitura obrigatória para todo mundo, não importa a idade. A cada virada de página, com uma escrita totalmente envolvente, Malala nos leva para o seu mundo. Conhecemos sua infância e sua visão sobre tudo que passou. É impressionante a força e coragem dessa menina. Garanto que é mais emocionante ler esse livro, pela visão da própria Malala, do que ler uma reportagem em um jornal sobre ela. Recomendo demais, impossível não amar!





Charlotte, de David Foenkinos

E para finalizar, um dos melhores livros que li em 2017, Charlotte (resenha). É fato que amo histórias que se passam na Segunda Guerra Mundial, ainda mais na Alemanha nazista, mas essa obra conseguiu me surpreender ainda mais. Aqui temos a história real de Charlotte Salomon, uma pintora judia que morreu em Auschwitz, em uma câmara de gás, grávida!

O que torna o livro tão belo e assombroso ao mesmo tempo, é o fato do autor ter escrito o livro todo em forma de poema. A medida que vamos chegando ao desfecho, o livro vai ficando ainda mais forte e será angustiante para quem se emociona fácil com histórias verídicas da Segunda Guerra Mundial, como eu. Vale a pena demais a leitura, pois esse é um passado que jamais deve ser esquecido.




E então, já leram algum desses livros? Ou qual gostariam de ler?




13 comentários:

  1. Eu só conhecia Horas Decisivas e Eu sou Malala, os dois sempre me interessaram.

    ResponderExcluir
  2. Horas decisivas é um livro fascinante né, eu li ele ano passado e gostei muitíssimo, fico feliz e encantada pela postagem, quero muito ler eu sou malala.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá! Eu li O voo da bailarina, gostei muito. Uma bela história de superação e de um talento que encontrou espaço para ser desenvolvido. Ainda não li os outros. Obrigada pelas dicas! Abraços!

    ResponderExcluir
  4. OOi!
    Tenho muita vontade de ler Eu Sou Malala. Parece ser uma leitura incrível e repleta de reflexões. Mesmo sem ter lido ainda, pela história de Malala, concordo que é uma leitura que deve ser lida por todos,. :)
    Ameia seleção!
    Beijoos!

    ResponderExcluir
  5. Bom, acabei de descobrir que não sou muito do tipo que lê muito não ficção.
    Acho que o único que já li do tipo foi Comer, rezar, amar.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Não sou muito de ler não-ficção, mas confesso que sei da importância de alguns para construção da vida mesmo. Eu Sou Malala é uma das que mais quero conhecer e Charlote também. Adorei o TOP 5.
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oie!
    Eu costumo ler livros de ficção, então pouco conheço dos livros que são de não-ficção. Anotei as dicas para poder conferir futuramente. Ótimas dicas.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  8. Oi, Leticia!
    Eu amei suas sugestões de livros. Alguns eu já tinha ouvido falar, outros não, mas todos me chamaram atenção. Aliás, vou procurar por alguns.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Oie...
    Adorei o post!
    Não li nenhum dos livros mencionados, mas, gostei bastante de O VOO DA BAILARINA e EU SOU MALALA, este último venho desejando já faz bastante tempo ;)
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Olá,

    Não gosto muito de livros de não ficção, os pouco que li, acabei não curtindo muito, por isso não é algo que costumo ou quero ler. Mas, quem sabe outra pessoa não possa gostar das dicas né.

    ResponderExcluir
  11. Olá Letícia,
    Ainda não li nenhum desses livros, mas gostei da premissa de todos, pois adoro livros de não-ficção. Um que li, que é maravilhoso, é A Casa do Céu, acho que você vai gostar.
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
  12. Oi, Lê.
    Apesar de ser apaixonada por livros, raramente leio algum de não ficção que não seja técnico. Simplesmente não gosto de me envolver com histórias reais nas minhas horas de lazer. Já faço isso no meu trabalho, então quando chego em casa, quero ler algo totalmente diferente da vida real! Rs...
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  13. Não sou muito ligada em não ficção não... Até li um livro da lista, Horas decisivas, mas foi uma decepção pra mim exatamente por ser mais técnico, por essa falta de emoção, não era o que eu esperava. Os outros não me interessaram.

    ResponderExcluir

Seja bem-vindo ao meu blog.
Sua opinião é muito importante, mas se lembre que respeito é bom e eu gosto!
Seguiu? Deixa o link que eu sigo de volta. E também retribuo os comentários.

Obrigada por vir até meu cantinho!