F

17 abril 2017

Resenha | Gordelícias

Título: Gordelícias
Autoras: Simone Gutierrez, Cacau Protasio, Mariana Xavier e Fabiana Karla
Editora: Academia
Gênero: Não-ficção
Páginas: 192
Ano: 2017
Skoob

(Cortesia da editora)

Sinopse: Ao lerem numa revista feminina que as mulheres acima do peso deveriam ir à praia se ficassem enterradas na areia, somente com a cabeça para fora, as atrizes Cacau Protasio, Fabiana Karla, Simone Gutierrez e Mariana Xavier não conseguiram ficar caladas. Munidas de toda a sua indignação se uniram para protagonizar um protesto à altura da provocação: um ensaio fotográfico... na praia. A bordo de seus modelitos verão, as garotas, conhecidas do grande público por suas performances em comédias de sucesso (como Zorra Total e Vai Que Cola, entre outras atrações da TV e do teatro), desfilaram todo o seu charme, beleza e autoestima pelas areias de uma praia do Rio de Janeiro. Assim surgiu o movimento “Gordelícias”. Não satisfeitas, resolveram se reunir novamente para prestar um serviço social e de utilidade pública: escrever relatos nos quais contassem, com o bom humor que lhes é peculiar, suas aventuras a bordo de um shape que, muitas vezes, é rechaçado pela sociedade preconceituosa e pelas indústrias da moda e da beleza. O resultado é este divertido livro que abriga as histórias da infância, da adolescência, da vida adulta e profissional dessas quatro talentosas e espirituosas atrizes. E não precisa estar acima do peso para se identificar com as crônicas, porque o que você vai ler aqui é uma coletânea de lições de vida e de superação.


O movimento Gordelícias surgiu quando as atrizes Simone Gutierrez, Cacau Protasio, Mariana Xavier e Fabiana Karla leram uma publicação bem ofensiva em uma revista feminina, que dizia que mulheres acima do peso só deveriam ir à praia se ficassem enterradas na areia. Diante de tal absurdo, elas não poderiam ficar caladas. Do movimento surgiu também esse livro adorável, do qual falarei hoje.

Gordelícias, publicado pela Editora Academia traz crônicas super divertidas de quatro mulheres felizes e muito bem, obrigada, com seu próprio peso! O livro é dividido em partes determinadas por um assunto específico em que as autoras escreveram as crônicas. Cada uma delas traz sua visão sobre sexo, bullying, carreira, vida saudável, etiqueta, moda, receita da felicidade... 

"Eu senti na pele que a implicância alheia com o sucesso dos outros independe de você ser gordo, magro, alto, baixo, ou qualquer outra coisa, ela nasce da frustração por não ter conseguido conquistar o que você conquistou. E de maneira alguma você deve se contaminar com isso." (p. 21)

A narrativa é deliciosa e flui tão bem que em uma tarde terminamos a leitura. Se acomodar no sofá e degustar crônicas para lá de otimistas e engraçadas foi uma ótima experiência. Já gosto do trabalho delas na telina, e poder conhecê-las um pouco mais nesses textos foi muito bom. Ri muito em várias passagens, principalmente com as experiências que elas já viveram em relação ao peso. Todas as crônicas são extremamente descontraídas, mas super amei as da Mariana Xavier. Que mulher doida e cativante! 

O mais interessante em Gordelícias é que o livro não se trata exclusivamente de um guia para gordinhas se sentirem mais felizes com seu próprio corpo, mas um livro para todos! Ou seja, para você também magrinha, que tem preconceito e vê padrão em tudo. Esse livro mostra, através das experiências vividas na pele por essas mulheres, o quanto o mundo é preconceituoso. Isso não é só evidente na fala e atitude das pessoas, mas também quando uma mulher acima do peso vai comprar uma roupa e descobre que não produziram manequim 46 do modelo que ela gostou, ou quando ela vai fazer um teste para a televisão e dizem que ela nunca será uma protagonista, simplesmente porque não é magra. Padrões, padrões e mais padrões! Que mundo chato!

Adorei o otimismo de todas elas e posso dizer: aprendi muito! Não estou acima do peso, mas meu "problema" para a sociedade é ser magra demais. Sim, eu sofro preconceito com isso! Então, todas as passagens de encorajamento, bom humor e otimismo dessas crônicas me fizeram enxergar algo a mais em mim! Portanto, como eu já disse, esse livro deveria ser lido por todo mundo, seja você alta, baixa, magra, gorda, branca ou negra. 

Como diz Mariana Xavier: "...eu não sou feliz PORQUE estou gorda, eu sou feliz APESAR de estar gorda." Desfrute desse livro e se aceite como realmente é! E de quebra ainda dê boas risadas. Leiam, leiam, leiam!

Compare e compre: Buscapé 





14 comentários:

  1. Que livro amorzinho menina, com toda certeza adoraria ter a oportunidade de realizar a leitura, é um assunto até mesmo evitado apesar de tantas reviravoltas que já teve, dica anotada.
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Olá Letícia, tudo bem?

    No século XXI, quem não está acima do peso, não é mesmo? Acho que as pessoas devem se amar... ter amor próprio, para então começar a meter o dedo na cara das demais. Se a pessoa é gordinha, é por um motivo, que pode ser desde propensão à isso até doenças pré-existentes. É complicado...

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oie tudo bem!?!? Nossa esse é um livro que quero muito conhecer. Adoro a irreverência da Cacau, então só por ela já valia a leitura.
    Acho que se as pessoas se preocupassem e se ocupassem de suas próprias vidas, sem julgamentos, inclusive com o peso alheio o mundo seria um lugar muitoooo melhor!!!
    Adorei a resenha!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá,

    Não tinha ouvido falar nesse livro ainda. Contudo, mesmo não tendo o hábito de ler crônicas, fiquei bem interessada nessa obra, principalmente agora que assuntos como esse estão sendo discutidos com mais força. Fico muito feliz em ver que a aceitação está ganhando cada vez mais espaço. Dica anotadissima, mal posso esperar para aprender umas coisinhas com esse livro.

    ResponderExcluir
  5. OOi!
    Não conhecia esse livro, mas parece ser bemmm divertido. Mas também... Com esses nomes, não esperaria nada menos que muitas risadas. haha
    A proposta do livro e demais. Dica anotada!

    ResponderExcluir
  6. Eu vi esse lançamento, mas não me chamou mta atenção então nem me aprofundei muito nele, o que foi um erro. Parece mesmo ser uma leitura ótima, só de saber algumas das cabeças do movimento da pra saber que a coisa além de enterrar certos preconceitos (trocadilho com a critica feita... rs) também seria muito engraçado. Espero poder ler em breve tbm :)

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  7. Oi, Letícia!
    Acho que vi esse livro por aí, mas não tinha parado para saber sobre o que se falava.
    Parece um livro bem descontraído e divertido. As temáticas me interessaram e sendo tratadas com bom humor e mostrando que não tem nada de errado de gorda. Se amar é o que vale!!
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Letícia!

    Estou aqui imaginando a leitura desse livro, entre muitas risadas. Deve ser uma delícia de ler (rsrsrs). Já ganhou meu aplauso, até porque também me encaixo na turma das "desencaixadas", sempre fui fofinha e vez por outra eu me divirto com as impressões que as pessoas tem de mim a respeito do padrão. Vai ser ótimo rir um pouco mais. Obrigada pela dica! Abração!
    Drica.

    ResponderExcluir
  9. Olá! É muito bom ver vozes diferentes ganhando espaço. Esses padrões ditados pela indústria da moda são irreais. Uma pessoa com um corpo normal da brasileira encontra dificuldade para conseguir roupas. Eu sei porque passo por isso quando vou às ruas. Idealizam alguém mais baixa e esquelética. Ou então acham que todo mundo vai se vestir com os figurinos da Anitta. A indústria da moda lucraria muito mais se atendesse à diversidade do ser humano. Que ótimo que você gostou e que as atrizes botaram a boca no trombone e compartilharam a experiência conosco. Obrigada pela dica! Abraços!

    ResponderExcluir
  10. Oii, tudo bem?
    Vi recentemente um filme parecido com esse livro (não sei se é uma adaptação ou diferentes histórias), e achei muitoooo legal! Parece ser um livro bem engraçado e ainda bem bacana o fato de tratar de um movimento de maneira descontraída.
    Dica supeeeeeer anotada!
    Bjos.

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Logo que vi esse lançamento, tive a impressão que ele era um livro como um manual para gordinhas que as ajudavam a serem felizes. Fiquei muito contente por saber que o livro não se resume e se limita a isso. Agora meio que me arrependi de não ter solicitado.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Heiii, tudo bem?
    Adoro livro com tanto entusiamo e otimismo!
    Ainda nao conhecia o livro Gordelícias, mas adorei a premissa e deu vontade de ler sim.
    Acho que mta gente sofre esse tipo de preconceito, o que nao tem nada a ver ne?
    Acho certissimo: eu não sou feliz PORQUE estou gorda, eu sou feliz APESAR de estar gorda!
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  13. Olá,

    Não conhecia o livro, mas a premissa parece ser bem divertida e gostei do fato de se tratar do empoderamento feminino. Dica anotada.

    Abraços,
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  14. Oiee Letícia ^^
    Eu ainda não conhecia esse livro, e mesmo não gostando muito de ler crônicas, fiquei curiosa para conhecer, pois parece ser bem divertido. É tão bom ver o pessoal se unindo contra os padrões "perfeitos" impostos, né? Mas é ao mesmo tempo, triste ver que esse tipo de coisa é necessária, pois os padrões estão enterrados tão fundos na sociedade que o preconceito ainda existe :/
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Seja bem-vindo ao meu blog.
Sua opinião é muito importante, mas se lembre que respeito é bom e eu gosto!
Seguiu? Deixa o link que eu sigo de volta. E também retribuo os comentários.

Obrigada por vir até meu cantinho!