F

24 fevereiro 2017

Resenha | O poderoso chefão

Título: O poderoso chefão
Autor: Mario Puzo
Editora: Record
Gênero: Ficção/Drama/Romance policial
Páginas: 462
Ano: 2016
Skoob

(Cortesia da editora)

Sinopse: Publicado em 1969, a saga O poderoso chefão é, até hoje, a mais perfeita reconstituição das famílias mafiosas de Nova York. O carismático Don Vito Corleone é o chefão de uma delas. Apesar de implacável, Don Vito é, essencialmente, um homem justo. Padrinho benevolente, nada recusa aos seus afilhados: conselho, dinheiro, vingança e até mesmo a morte de alguém. Em troca, o poderoso chefão pede apenas o respeito e a amizade de seus protegidos. Assim, todas as suas vontades se tornam realidade. Porém, ninguém pode vencer o tempo. Quando seus inimigos atacam juntos e tudo que sua família significa estiver por um fio, o velho Corleone terá de escolher, entre seus filhos, um sucessor à altura. E Mario Puzo constrói de maneira hábil um mundo de intrigas, decisões cruéis e honra, num legado de tradição e sangue.



O poderoso chefão, clássico escrito por Mario Puzo, foi publicado originalmente em 1969 - a Editora Record relançou recentemente essa nova edição. Sempre ouvi falar muito dessa história, mas nunca assisti aos filmes e agora que pude ler a obra não me arrependi.

A trama gira em torno do italiano Don Vito Corleone, o chefão de uma das famílias mafiosas de Nova York. Além de inteligente e totalmente estratégico, Don Vito é um homem justo (dependendo do ponto de vista do leitor). Isso porque ele não recusa nenhum pedido de seus afilhados e comunidade, sempre tentando fazer o que considera justo, podendo ser dinheiro, um emprego ou até mesmo vingança e a morte de alguém. Com isso, Don Vito recebe a eterna gratidão e amizade dos mesmos e, claro, muito respeito. Mas o chefão também pode conquistar alguns inimigos quando se trata de negócios, e com o tempo ele precisa pensar em preparar seus filhos para substituí-lo à altura. 

"Mas os grandes homens não nascem grandes, tornam-se grandes, e era isso o que acontecia com Vito Corleone". (p. 219)

Com uma narrativa em terceira pessoa e rica em detalhes, adentramos fundo no retrato dos chefes do crime organizado em Nova York. Puzo narrou com maestria cada detalhe, criando personagens enigmáticos que podem ser facilmente imaginados na vida real. A escrita é totalmente clara e compreensível, mas não posso dizer que li esse livro rapidamente. Isso porque, como mencionei, a narrativa é rica em detalhes e a fonte é um pouco menor do que estou acostumada, sem contar na quantidade de páginas. Mas isso foi apenas um detalhe e em nada tirou a inteligência da obra. Gente, esse livro é TOP!


Meus aplausos para a criação dos personagens. Falar de cada um deles deixaria a resenha gigante. Os filhos de Don Vito são Sonny, Michael, Connie e Frederico. Sonny é o primeiro filho e toma as rédeas dos negócios do pai quando esse é baleado gravemente. Totalmente impulsivo ele nem sempre toma as mais sábias decisões tão ensinadas pelo pai. Michael, o caçula, que estava sempre alheio às reuniões e aos negócios da família, surpreende a todos em uma reviravolta do destino. E isso torna a leitura ainda mais interessante. Na verdade ao imaginar pelo título, a trama não gira inteiramente em Don Vito, mas a todos os pensamentos e atitudes de seus protegidos. E um dos pontos positivos do livro é justamente poder conhecer aprofundadamente cada um dos personagens.

O livro ainda ganha o leitor, claro, pelas descrições sobre o crime organizado. O leitor viaja inteiramente nesse mundo de tão envolvente que é a narrativa. A ambientação em Nova York, o clima de tensão e desconfiança entre as diversas famílias da máfia, tradições que cada uma delas carregam, as intrigas, as traições, decisões que podem ser justas ou não, vinganças, honra e muitas mortes. Pois, obviamente, têm muuuitas mortes! Com tantos elementos a leitura é eletrizante do início ao fim. Mas vale ressaltar que, obviamente, o leitor não irá concordar com tudo. Afinal, estamos falando de crimes, assassinatos... E é o que torna a abordagem incrível e extremamente real!

Diante de tudo isso é notável a pesquisa minuciosa que Puzo fez para escrever o livro. Não é à toa que O poderoso chefão se tornou um fenômeno mundial e alavancou a carreira do autor. Puzo não economizou nas palavras, não dispensou os fatos e criou uma grande história, sem pontas soltas e um desfecho notável. Se você ainda não conhece essa história, ou só assistiu aos filmes, não perca mais tempo e leia essa obra. Don Vito Corleone quer "argumentar" com você. 💀

Onde comprar: Saraiva 






18 comentários:

  1. Uau! Isto sim é o que podemos chamar de clássico. O filme também é muito massa! Amei sua resenha! Parabéns pelas boas referências, viu?

    ResponderExcluir
  2. Amo esse livro. Talvez um dos mais intensos e reais que já li. Não tem com o que comparar e acho que o filme não chega nem aos pés das descrições do autor sobre o crime organizado e sua estrutura.

    É daqueles livros que devem ser lidos por todos e mesmo sendo antigo é sempre atual!
    bjos

    ResponderExcluir
  3. Oiii, tudo bem
    Gente, eu sou louca para ler esse livro que você nem imagina, só tive a oportunidade de assistir ao filmes e deve ter sido incrível essa leitura, com toda certeza vou ler futuramente!
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem?
    Nossa ta aí um livro que eu não leria, pq odeios os filmes.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Letícia.
    Eu adoro esse livro e concordo com tudo o que você disse na sua resenha! Parabéns!
    Adorei!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  6. Esse é um dos clássicos da literatura que ainda não li, mas que preciso resolver o mais rápido possível.
    OS filmes eu assisti e achei geniais e tenho certeza que o livro deve ser muito bom.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Heiii, tudo bem?
    Acredita que nunca vi o filme do Poderoso chefão? hahaa...
    Nunca me interessei mto, mas o livro me chamou a atenção pela trama dele.
    Gostei do que li aqui sobre ele e fiquei ate curiosa pra saber o final.
    A capa ficou bem bonita, gostei.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  8. Ola Le já assisti ao filme e adorei, com certeza é um clássico que merece ser lido para se atentar a todos detalhes e descrições, gostei muito dessa nova edição. Esse mundo de mafia sempre me fascina. beijos

    Joyce
    Livros Encantos

    ResponderExcluir
  9. Oie!
    Ainda não tive a oportunidade de ler o livro, e confesso que nem o filme eu cheguei a assistir, rsrs
    Vou anotar essa dica para poder conferir, pois conheço poucos detalhes de toda a história.
    bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  10. Nossa que bacana, acredita que eu não sabia que existia livros? Mas também nunca vi os filmes, que vergonha, um clássico e eu não conheço kkk adorei sua resenha e agora me deu muita vontade de conhecer a história! Vou procurar!

    MEMÓRIAS DE UMA LEITORA

    ResponderExcluir
  11. A construção dos personagens foi algo que me ganhou totalmente, também. Puzo realmente pesquisou bastante e criou uma história completa e sem furos, tão envolvente que prende o leitor do inicio ao fim. Quero muito ler outras obras dele e continuar lendo a saga da Família. Sua resenha ficou maravilhosa!!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Um belíssimos clássico. Adorei sua resenha parabéns pelo trabalho. Eu confesso que como leitura não me chama a atenção. Mas eu gostei dá sua resenhabmuito boa. E linda foto.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Olá!

    Apesar de ser um clássico, não é um livro que me chame a atenção. Mas parabéns pela resenha, muito bem escrita. Quem sabe eu leia em outro momento...

    ResponderExcluir
  14. Olá,

    Tenho uma curiosidade imensa por essa história, tenho vergonha em dizer, mas nem os filmes eu vi, por iss osua resenha me deixou bem interessada e acho que vou dar uma chance ao livro.

    Abraços,
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  15. Ok, tem muitas mortes... Mas tem muito sangue?? Rs... Acho o enredo interessante demais mas tenho o estômago meio fraco, então não sei se daria conta de ler, embora chame muito a minha atenção. É ótimo saber que as personagens foram tão bem construídas e que até as secundárias são aprofundadas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ju
      Têm muitas mortes mesmo, por conta do enredo carregado de crimes e de tantas máfias em conflito. Porém, fiquei tranquila, nada sanguento rs

      Excluir
  16. Oie!

    Acredito que esse é um dos clássicos que está na minha lista para assistir a muito mais tempo do que para ler, sabe quando você precisa estar no clima pra fazer uma boa leitura? assim que me sinto para ler alguns livros e esse não está de fora.

    Ótima resenha!

    Beijos
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  17. Olá! É um clássico! Os filmes são maravilhosos! O livro deve ser mil vezes mais! O enredo é maravilhoso, com uma história forte e com um tema que prende bastante. Essa capa está lindA! Beijos!

    ResponderExcluir

Seja bem-vindo ao meu blog.
Sua opinião é muito importante, mas se lembre que respeito é bom e eu gosto!
Seguiu? Deixa o link que eu sigo de volta. E também retribuo os comentários.

Obrigada por vir até meu cantinho!