F

22 dezembro 2016

Resenha | Como se fosse magia

Título: Como se fosse magia
Autora: Bianca Briones
Editora: Gutenberg
Gênero: Chick-lit
Páginas: 208
Ano: 2016
Skoob

(Cortesia da editora)

Sinopse: Eva nasceu com o dom de passar os sentimentos para o papel, com isso conquistou milhares de leitores pelo mundo. Agora ela precisa escrever o último livro da sua série de fantasia, mas está com um bloqueio há um ano e não sabe o que fazer. Enquanto ela tenta se reconectar a seus personagens, a vida coloca em seu caminho um homem igualzinho a um dos seus protagonistas. O problema é que o desconhecido surge sem nenhuma lembrança de quem ele é. Enzo está muito confuso. A princípio, ele duvida da conversa maluca de Eva. Mas, mesmo com seu ceticismo, ele não pode negar que se sente extremamente ligado a ela. O que isso quer dizer Envolvidos por esse curioso e estranho mistério, Eva e Enzo estão prestes a descobrir que às vezes para que duas pessoas se encontrem mundos inteiros são capazes de colidir.



Como se fosse magia é um lançamento da Editora Gutenberg, escrito por Bianca Briones, o seu primeiro chick-lit. Até esse livro, ainda não conhecia a escrita da autora e adorei tanto essa história encantadora e mágica, que com certeza vou continuar lendo os livros da Briones. Essa é minha dica de hoje.

O livro conta a história de Eva, uma escritora famosa que conquistou inúmeros fãs devido a suas histórias apaixonantes e inspiradoras. O que precisamos saber sobre Eva é que ela mora com seus dois gatos de estimação, nunca teve muita sorte no amor e tem um melhor amigo, Thiago, que cuida e a protege. Os momentos de sua vida refletem muito em sua escrita, e Eva passa por um bloqueio criativo, justamente quando precisa terminar o último livro de uma série de fantasia. Enquanto ela tenta buscar inspiração de alguma forma, um homem incrivelmente idêntico a um de seus protagonistas aparece e bagunça tudo. Enzo é o personagem a quem Eva criou inspirada em seu próprio homem dos sonhos, mas o desconhecido não se recorda quem é. Seria mesmo ele um personagem que saiu dos livros? Cenas em que ela descreveu em suas histórias começam a acontecer e ela fica cada dia mais confusa em responder a essa pergunta. Somente o tempo e, quem sabe o desfecho de sua série, resolveria esse mistério.


Os capítulos são intercalados entre Eva e Enzo, em uma narrativa simples, fluída e totalmente envolvente. Adorei a escrita leve de Briones, cheia de sentimentos, magia e diversão. Cada início de capítulo tem um trecho de uma música que se conecta de alguma forma com o mesmo. Ademais, algumas conversas entre os personagens são por meio de mensagens. Tudo isso rendeu uma leitura extremamente confortável. Sem contar que o nome do livro faz jus ao enredo. 

Os personagens são encantadores. Gostei muito de como a autora criou Eva, uma escritora muito apaixonada pelo que faz, e até senti que tem muito da própria Briones nesse livro. Enzo não tem nada de surpreendente, mas também me agradou bastante. E Thiago, o melhor amigo de Eva, é um fofo! A autora criou esse personagem homossexual para chamar a atenção do leitor para o preconceito. O legal foi que o foco não esteve o tempo todo em Eva e Enzo, mas também nas angústias de Thiago e como ele encarra sua opção sexual. Os personagens, sem dúvida, são cativantes.

O que mais gostei no livro foi a criatividade. Que autora nunca escreveu um romance cujo mocinho era tudo o que ela sonhou para si própria? Adorei esse universo criado pela autora, onde a realidade e ficção se misturam na vida de Eva. O mais envolvente é o tom de mistério que permeia o livro, pois a cada página queremos descobrir porque coisas surreais começam a acontecer como, por exemplo, os personagens dos livros de Eva andando pela sala. Além disso, temos uma pitada de um romance fofo que vai nascer.

"É complicado lidar com os sentimentos. É difícil sentir tanto e não viver. E é uma missão quase impossível nos aceitar como somos". (p. 195)

Em linhas gerais, Como se fosse magia é um chick-lit reflexivo, romântico e levemente divertido. A obra passa algumas mensagens importantes. Não importa quanto tempo passe, duas pessoas destinadas uma a outra, irão se encontrar. Ele nos ensina também que não devemos apenas aceitar as pessoas como elas são, mas nos aceitar também como somos. Não foi a melhor leitura que fiz na vida, mas amei essa história mágica e recomendo para quem busca um livro leve e inspirador.

Compare e compre: Buscapé 




2 comentários:

  1. Não sou muito chegada a Chick-lit mas adorei a premissa, vou tentar achar na minha cidade.
    http://souadultaagora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Fiquei muito muito muito curiosa!
    Não conhecia o seu blog mas já o sigo!! :)

    Convido a visitar o meu blog e, se gostar, a seguir! Um grande beijinho!
    http://the-banal-girl.blogspot.pt

    ResponderExcluir

Seja bem-vindo ao meu blog.
Sua opinião é muito importante, mas se lembre que respeito é bom e eu gosto!
Seguiu? Deixa o link que eu sigo de volta. E também retribuo os comentários.

Obrigada por vir até meu cantinho!