F

30 maio 2016

Resenha | Amantes - uma história da outra

Título: Amantes - uma história da outra
Autora: Elizabeth Abbott
Editora: Record
Páginas: 672
Gênero: História geral/Não-ficção
Ano: 2016

(Cortesia da editora)

Sinopse: Em uma picante mistura de história, biografia e panorama cultural, Amantes destrincha as motivações e virtudes das mulheres, fictícias ou reais, que foram dispostas à margem da sociedade ao se verem na posição de amantes. Com estilo vívido, a pesquisadora Elizabeth Abott retrata a intimidade dessas mulheres através dos séculos: das concubinas chinesas às amantes reais europeias e consortes clandestinas de padres (nada) celibatários. Também desconstrói a figura de garotas de mafiosos, a ideia da amante como troféu e o poder das amantes modernas.




O que esperar de Amantes - uma história da outra? Ao ler sua descrição, o que se espera é um livro recheado de contextos históricos, com personagens fictícios ou reais. Porém, afirmo que é muito mais que isso. O leitor não só aprenderá sobre inúmeras amantes que fizeram parte da história da humanidade, mas sentirá angústia, indignação e até contentamento diante das mais diferentes histórias. 

Eis um fato: a obra de Elizabeth Abbott, publicada pela Editora Record foi escrita para um leitor curioso e ávido por conhecimento. Com todo seu teor histórico é possível conhecer as histórias mais íntimas de personagens totalmente marcantes, desde concubinas chinesas a amantes reais dos reis europeus. A pesquisadora vai além, e ainda explora histórias bíblicas e de padres (nada) celibatários. Ela faz um panorama de tudo que estava envolvido na vida dessas mulheres: luxúria, dinheiro poder e amor. Resumindo, uma obra riquíssima! 

A narrativa de Abbott  me surpreendeu, em nenhum momento maçante apesar da riqueza de detalhes, mas sim, leve e totalmente viciante. Viciante pois a cada amante que a autora descrevia, ora me chocava, ora me compadecia das protagonistas, e a cada virada de página ansiava por conhecer novas histórias. Confie em mim, apesar do número de páginas, as histórias são tão interessantes que o leitor rapidamente verá a leitura avançar. 


É inevitável que em um livro que retrate os amantes existentes desde o começo dos séculos, trate de como era e ainda é tratada a figura da mulher nesse contexto. Devo ressaltar que o adultério é de longe algo que eu aprove, mas é praticamente impossível não se compadecer da história de algumas mulheres, e repudir as atitudes extremamente machistas e hipócritas dos homens em cada uma das décadas citadas nesse livro. A superioridade que o sexo masculino sempre incumbiu-se de possuir é tão fortemente presente no passado como é agora. Algumas dessas mulheres eram amantes porque assim desejaram, e nesses casos eu sentia pelas esposas traídas, porém outras eram subjugadas e forçadas a serem concubinas ou escravas sexuais - sendo essas as merecedoras da minha compaixão. Um homem poderia trair tantas vezes quanto quisesse, mas a mulher, ora... uma traição resultaria, em muitos casos, à morte, ou em uma reputação marcada para sempre. E devo destacar: a autora narrou com maestria o rumo da vida dessas mulheres, podendo despertar desde indignação até alegria por alguns casos de amor verdadeiro.

"Numa época em que pequenas fissuras apareciam no muro dos privilégios masculinos, uma testemunha até então calada fez algo inédito, embora não necessariamente impensável: contou ao mundo o que o mundo secretamente já sabia." (p. 84)

Abbott traz todas essas histórias em um panorama cultural, mostrando como eram vistas essas mulheres pela sociedade. Obviamente que a hipocrisia é o mal da humanidade e muitas eram de fato humilhadas, sem ao menos terem a chance de contar suas verdadeiras histórias, fazendo-se entender seres humanos com sentimentos como quaisquer outros (leia-se homens!). E os filhos? Quanto lamentei pelas perdas que elas tiveram, seja por abortos forçados para impedir escândalos, ou a privação de vê-los pelo pai. E mesmo para as mulheres mais ousadas que enfrentavam a opinião pública de frente, era muito difícil se fazer ouvir quando ainda estavam presas as regras da sociedade. E repito: nem todas eram amantes porque assim desejaram.

"...as amantes dos poetas são julgadas com indulgência, pois sua paixão é antes uma questão de imaginação que de depravação." (p. 185)

Diante de tantos elogios e minha satisfação em ler a obra, só posso recomendar essa leitura maravilhosa e extremamente enriquecedora. Se o número de páginas te assusta, faça como eu e realize leituras paralelas. Amantes - uma história da outra é uma obra riquíssima e como já mencionei, é para os leitores mais curiosos. Vale muito a pena ter esse livro na estante. Leia, garanto que não haverá arrependimento.

Compre e compare: Saraiva | Submarino | Americanas 




11 comentários:

  1. Olá, Leticia.
    Fiquei, sem dúvidas, cheio de vontade de conferir a obra. Adoro história e quero conferir a visão das amantes dentro do processo histórico. Já li um livro parecido, sobre os amores proibidos, mas era somente sobre o Brasil.
    Sem dúvidas, será uma ótima leitura.
    Além disso, esse panorama cultural e a visão da sociedade sobre essas mulheres deve ser bem interessante e aprofundado.
    O tamanho não me assusta. Quero essa obra para mim.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de maio. Serão três vencedores!

    ResponderExcluir
  2. Oi Leticia, eu não conhecia esse livro. E apesar de achar a premissa interessante, acho que no momento não é um livro que eu leria nesse momento. De qualquer maneira, acredito que é uma ótima indicação para quem curte uma ambientação mais histórica e cultural.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  3. Oi Letícia.

    Sua resenha é a segunda que leio sobre este livro e já entrou para minha lista de desejados.Tudo indica que contém um conteúdo histórico bem valorizado e interessante que vale muito a pena ler. Quero para minha coleção.

    Bjos
    Histórias Existem Para Serem Contadas

    ResponderExcluir
  4. Oi Letícia!
    Adorei a sinopse, adorei sua resenha e vou ler com certeza! E que livro gigante heim? Até já coloquei no skoob e vi que a pontuação dele é ótima, assim como os seus comentários!
    http://colecionandoromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Ola Le lindona amei essa capa é impossível julgar as situações que os outros vivem o que não difere da noção do certo e errado, adorei saber que as histórias são tocantes cada uma em sua intensidade e veracidade. Dica mais que anotada. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Letícia,
    Achei esse livro realmente interessante!Adoro ler sobre história reais.
    Esse vai para a lista dos desejados ;)

    ResponderExcluir
  7. Oi Letícia, adorei a sua resenha e ela fez com que eu me encantasse com o livro. Apesar de saber que as amantes, prostitutas, concubinas eram tratadas como a escória da sociedade quero ler este livro para ter acesso à pesquisa e a história. Seguirei seu conselho o lerei e o manterei em minha estante.

    Bjo
    Tânia Bueno Faces

    ResponderExcluir
  8. Oi Leticia, sua linda, tudo bem?
    Marginalizadas, excluídas, eu penso nessas palavras quando o assunto são as amantes. Eu não estou falando daquelas que o fazem por escolha, acredito que essas não se respeitam, o que é muito triste. Agora, as outras que o fazem por necessidade, essas tocam meu coração. Essas precisam de amor, e de serem salvas. Tenho certeza de que irei me emocionar com esse livro.Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem?

    Eu AMO livros com muitas páginas e esse livro já tinha me deixado interessada na leitura!

    Após ler sua resenha completa fiquei completamente louca por essa leitura! Com certeza é uma leitura enriquecedora e que me agradará muito.

    Beijos e até mais!

    www.dreamsandbooks.com

    ResponderExcluir
  10. Olá Leticia, sua resenha está demais.
    O Livro Amantes entrou para a minha lista de desejados, digamos que eu sou uma dessas leitoras curiosas que amam conhecer algo mais relacionado a história, em todos os aspectos.
    Apesar de ser um calhamaço, eu encararia, sem dúvidas.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Eu não conhecia o livro e nem o autor. Mas achei uma história bem interessante e um tanto polêmica. Fiquei curiosa para saber que coisas nos reserva nas páginas desse livro.
    sua resenha esta maravilhosa.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir

Seja bem-vindo ao meu blog.
Sua opinião é muito importante, mas se lembre que respeito é bom e eu gosto!
Seguiu? Deixa o link que eu sigo de volta. E também retribuo os comentários.

Obrigada por vir até meu cantinho!